Tags

, , , , , , , ,

Não queria falar de namoro. Mas hoje em dia não se vê muita gente comemorando quatro anos de relacionamento!! Principalmente quando ele teve início na internet!

Namoro virtual vinga sim!!

r

Conheci o Rudá no ano de 2004 em uma comunidade de poesias do Orkut. O nome dele me chamou a atenção porque pensava se tratar do filho da Pagu com o Oswald de Andrade – um importante casal de poetas do Movimento Modernista Brasileiro de 1922.

Depois de desfeita a confusão, pois o Rudá não era o Rudá que eu achava que era (ele me disse que sua mãe lhe deu este nome porque ela gostava de poesia), iniciamos uma amizade online.

Não conversávamos muito, nosso bate-papo ficava mais no “oi tudo bem?”, feliz aniversário, natal e ano novo.

r

Tudo mudou quando ele viajou para Campinas e antes de voltar pro Rio ele me perguntou se eu apresentaria São Paulo pra ele. A viagem ocorreu em 26/07/2008 e até aquele dia jamais cogitamos a possibilidade de romance.

Estávamos em julho e como é natural, fazia muito frio em Sampa! Exatamente 13ºC, mas mesmo assim, visitamos o bairro da Liberdade, a Catedral da Sé, a Galeria do Rock, o Museu da Língua Portuguesa, a Pinacoteca e o Parque da Luz onde nos beijamos bem no final da tarde o que rendeu uma foto na “Esquina da Ipiranga com a São João” s2.

P

No dia seguinte ele comprou um colar “yin e yang” numa famosa feirinha japonesa no bairro da Liberdade, me deu uma metade do colar e me pediu em namoro e eu o presenteei com anéis – JURO QUE NÃO ESTAVA PENSANDO EM NADA quando comprei os anéis dourados e mandei gravar nossos nomes neles – ! estava apenas imitando um filme que adoro “Before Sunrise” basicamente é a história de dois jovens totalmente desconhecidos que se encontram em um trem em Paris e resolvem abandonar o cotidiano para viver um dia incrível e no dia seguinte – quando eles se despedem – cada um fica com um objeto do outro para recordarem eternamente.

d

Sofremos muitoooo durante um ano e seis meses namorando à distãncia via msn, webcam, bônus de celular + ponte aérea SP-Rio e Rio-SP e horas de ônibus (que só quem passou por isso sabe a tristeza que é), quando em dez/2009 terminei minha faculdade e o Rudá me pediu pra morar com ele no Rio, o que fiz em janeiro de 2010!

Uma curiosidade! Tenho ascendência indígena e meu nome é formado a partir de “carioca” e o Rudá tem o nome indígena (significa “Deus do Amor” em tupi) e é carioca!

Notaram? Sou carioca de nome e ele é carioca de nascimento! Tenho sangue  indígena e ele tem o nome indígena! E com a bênção da Pagu e do Oswald  em 26/07/2012 faremos quatro anos de “namoro” já que ainda não vesti véu e grinalda, mas isso ainda há de acontecer!!!  rs

Há exatamente quatro anos sou carioca de “verrrdadi” não só no nome, mas também no coração!!!

E pra comemorarmos nosso aniversário fomos ver o pôr do Sol de um dos pontos mais altos e lindos do Rio de Janeiro: O Corcovado!

Anúncios